Vitória Efêmera no Iraque

Por João Schüler – 12/4/2003


A poderosa União Soviética fortalecida pelos sucessos militares na Ucrânia(1945-1951), Alemanha Ocidental(1953), Hungria(1956) e Checoslováquia(1968) e possuidora de moderno armamento invade o pequeno Afeganistão em 21/12/1979. Em apenas 10 dias de guerra, o invasor “vence” impondo o seu governo sendo essa uma vitória de um exército moderno sobre um país frágil mais espetacular do que o exemplo inicial dos EUA sobre o Iraque em abril de 2003. Logo após uma vitória tão impressionante, poucos acreditavam que os soviéticos perderiam o Afeganistão. Os soviéticos baseavam-se em logística, artilharia, supremacia aérea total e inteligência aceitando um número mínimo de baixas das próprias forças. Além disso, a estratégia soviética inicial foi treinar forças locais para que as forças invasoras pudessem voltar à terra natal. Essa estratégia não funcionou no Afeganistão e nem no Vietnã. Depois de 2 meses ter sido implantado o novo governo no Afeganistão, a guerrilha começou a fustigar as forças invasoras de forma mais significativa. A medida que o tempo passou, ficou claro que os soviéticos não estavam preparados para uma guerra onde não existe uma linha para defender.

A observar a guerra do Afeganistão, uma vitória de controle territorial inicial não vale nada contra um povo religiosamente obstinado. O que vale na guerrilha é tática, sobrevivência, obstinação (fundamentalismo religioso), suprimentos e imprensa. Desses requisitos, a única questão em aberto no Iraque é a capacidade dos grupos islâmicos em prover suprimentos para a resistência iraquiana. Muito provavelmente, fundamentalistas do Egito, Iêmen, Líbano, Jordânia, Síria, Paquistão, Arábia Saudita e até mesmo Irã enviarão suprimentos e soldados para a resistência iraquiana.

A queda de Saddan não significa de forma nenhuma uma vitória final dos interesses econômicos e estratégicos americanos ainda que seja uma arma de propaganda muito forte. Ainda que prever o futuro seja uma tarefa difícil, os eventos ocorridos no Afeganistão, na Chechênia e no Vietnan lembram a fraqueza das grandes potências.




Bibliografia


General (Ret) Mohammad Yahya Nawroz;LTC (Ret) Lester W. Grau THE SOVIET WAR IN AFGHANISTAN: HISTORY AND HARBINGER OF FUTURE WAR? http://www.bdg.minsk.by/cegi/N2/Afg/Waraf.htm


Soviet Invasion of Afeghanistan WIKIPEDIA – The Free Encyclopedia – http://www.wikipedia.org/wiki/Soviet_Invasion_of_Afghanistan